Bright Concept
PT EN
INÍCIO /

Blog

/

Assessments

/ Assessments - Capacitando através da autoconsciência

Assessments - Capacitando através da autoconsciência

EM: Assessments .17 MAIO, 2019
Assessments - Capacitando através da autoconsciência

Porque é que a autoconsciência torna os executivos muito mais eficazes na sua vida profissional e pessoal? Venha descobrir como os assessments são fundamentais.

“Se um ovo for partido por uma força externa, a vida acaba. Se for partido por uma força interna, a vida começa. As grandes coisas começam sempre pelo interior”- Jim Kwik

Esta é uma das minhas citações favoritas e transmite que a autoconsciência é o começo de qualquer mudança ou transformação para o desenvolvimento profissional e o crescimento pessoal.

O desenvolvimento pessoal deve fazer parte da nossa vida no dia-a-dia. Se continuarmos a aprender e a crescer pessoal e profissionalmente ao longo do tempo, encontraremos maior significado e satisfação na nossa vida. As pessoas que terão mais sucesso são aquelas que criam oportunidades para si mesmas, investindo continuamente no seu desenvolvimento pessoal.

No entanto, saber por onde começar pode ser um desafio difícil, já que na maioria das vezes não somos muito bons a avaliarmo-nos a nós próprios e qual poderia ser o melhor caminho para o desenvolvimento pessoal. Ir para além do nosso julgamento pessoal e obter uma perspetiva clara das nossas próprias habilidades é o primeiro passo para aumentar a autoconsciência e maximizar as nossas competências de gestão, levando ao desenvolvimento e crescimento.

 

Como melhorar a autoconsciência?

Podemos tornar-nos mais autoconscientes através de feedback e perguntando como os outros nos percebem, contratando executive coaching ou através de ferramentas de assessment. Assessments profissionais permitem-nos deixar de lado julgamentos e interpretações pessoais e obter uma perspetiva externa e imparcial sobre as nossas habilidades e quais os nossos blind spots. Munidos de um bom assessment com áreas de melhoria e pontos de ação, podemos recalibrar a nossa autoconsciência e definir metas para o nosso desenvolvimento pessoal.

Há várias áreas em que podemos aprender e compreender-nos a nós mesmos e que trarão maior autoconsciência. As principais áreas para enriquecer a autoconsciência incluem os traços de personalidade, valores, hábitos, emoções e as necessidades psicológicas que determinam os nossos comportamentos. A forma como agimos e nos comportamos em cada uma delas determina o impacto que temos na gestão de nós próprios e dos outros. Assessments profissionais podem apontar quais as competências organizacionais em que devemos trabalhar.

Existem algumas ferramentas de assessment reconhecidas globalmente, como o Modelo de Competências de Performance da Saville Consulting, ESCI - Inventário de Competências Emocionais e Sociais, Saville Performance 360º, ISQ - Questionário de Estilos de Influência, apenas para citar algumas, que aumentam a necessária autoconsciência.

 

Desenvolvendo capacidades

E é por isso que a autoconsciência é tão poderosa! Revela onde estão as oportunidades no desenvolvimento de competências organizacionais e indica o que pode ser feito para melhorar o desempenho, motivando-nos para a mudança necessária. No entanto, se a mudança começa com a autoconsciência, é a aceitação que define o modo como avançamos. Aceitação não significa contentarmo-nos com menos, na realidade pode também ser muito poderosa através da criação das condições necessárias para definir as opções existentes e fazer as melhores escolhas.

Ao ter autoconsciência e este sentimento de poder que possibilita a transformação para o crescimento pessoal e profissional, podemos tornar-nos mais conscientes, não só de nós próprios, mas também dos outros, tornando-nos melhores líderes!

 

Marta Sousa | Business Director & Associated Coach