Bright Concept
PT EN
Agendar reunião

Agendar reunião

* Campos obrigatórios
Li i aceito a Politica de privacidade
Enviar
INÍCIO /

Blog

/

Liderança

/ Como ser um líder remoto eficaz

Como ser um líder remoto eficaz

EM: Liderança.14 ABRIL, 2020
Como ser um líder remoto eficaz

O mundo está fechado em casa, as pessoas sentem-se ansiosas e muitas empresas estão em risco. Mas é preciso continuar a trabalhar, adaptando-nos às novas condições. O seu objetivo como líder - ajudar sua equipa a ter sucesso e expandir o negócio - não muda, mas a sua abordagem e métodos podem precisar de se alterar. Neste artigo, queremos dar-lhe algumas ideias para ajudá-lo a liderar sua equipa nesses tempos difíceis, tornando-se um líder remoto eficaz, para a sua equipa alcançar os resultados que ambiciona.

 

1. Reajuste suas expectativas e comunique-as à sua equipa

"A grande maioria das pessoas quer fazer um bom trabalho. Mas, se não souberem o que espera que seja o dia deles, terão dificuldade em atender a essas expectativas". (Sarah Park, Presidente da MeetEdgar)
 


Não é realista pensar que, nas circunstâncias atuais, todas as pessoas possam manter um emprego das 9 às 5 em tempo integral. Mesmo que tenha um plano para o trabalho remoto normal, as coisas estão um pouco diferentes agora: as creches estão fechadas, as escolas estão fechadas, os recursos são mais escassos, as famílias estão trancadas e as emoções estão à flor da pele. Isto significa que os líderes não podem esperar que as suas equipas sejam tão funcionais quanto costumam ser, e os colaboradores não podem esperar que seus líderes saibam imediatamente como liderá-los remotamente.


Assim, comece por:


Cabe a si como líder ser realmente claro sobre quais são as expectativas:


2. Invista tempo a planear

"Quando começa o dia de trabalho? E quando acaba? Criar uma linha entre trabalho e casa é difícil [no trabalho remoto]." (Jeff Gothelf, autor e coach)

Uma das razões pelas quais muitos líderes não aprovam o trabalho remoto é que eles temem que os colaboradores relaxem demasiado. Mas, de facto, o oposto tende a ser a realidade: é mais provável que colaboradores remotos trabalhem demais! Quando a sua vida pessoal e o seu trabalho estão ambos sob o mesmo teto, é mais difícil desligar. Estabelecer e respeitar os limites é a chave para manter a confiança e o equilíbrio.

 

Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo no planeamento:

Para a sua equipa:

Para si:

 

3. Concentre-se nos resultados e não nas horas de trabalho.

"Lidere com confiança. Não há nada mais desmotivador para alguém que está habituado a ter muita liberdade e muita confiança do que ficar remoto e começar a ser micro-geridos". (Kieran Flanagan, vice-presidente de marketing da HubSpot)


 
Quando passam a liderar remotamente, alguns líderes caem na armadilha da micro-gestão, concentrando muito tempo e energia na monitorização das horas de trabalho da sua equipa, em vez dos resultados que produzem. Quando todos estão a trabalhar remotamente, há uma coisa que precisa de mudar imediatamente: o foco precisa passar do tempo gasto no trabalho para a produção real! Quando enfatiza os resultados, mostra que confia na sua equipa para gerir o seu próprio tempo e carga de trabalho.

É claro que, se houver pessoas que precisem de um gerenciamento mais próximo, ofereça isso. Mas as pessoas que prosperam com independência devem continuar a tê-la.

 

Algumas dicas para o ajudar nesta questão:

 

4. Agendar check-ins individuais regulares


"O trabalho não remoto padroniza primeiro a comunicação de distração maior, feita pessoalmente. O trabalho remoto é o padrão de distração menor, que é a não comunicação." (Mike Knoop, co-fundador da Zapier)

Quando começar a mudança para o trabalho remoto: 

 

Tente entender como eles se estão a adaptar a esta mudança abrupta, o que estão a fazer de diferente e como estão seus familiares. Passe os primeiros cinco minutos de cada chamada individual a falar sobre a vida do seu colaborador, mostrando uma preocupação real com seu estado emocional.

Pode parecer um desperdício de tempo precioso, mas é uma maneira de garantir que todos ainda se sentem conectados, o que é crucial na construção de uma cultura remota que funcione. Adicionalmente, agradecer aos colaboradores pelo seu esforço e comunicar com frases como "nós vamos ultrapassar isto" pode aumentar o moral da equipa.

 

Peça aos colaboradores que preencham uma agenda e envie a sua com antecedência, com tópicos como estes:

  1. As Minhas prioridades para a semana
  2. Principais atualizações sobre as principais prioridades da semana passada
  3. Temas em que preciso de ajuda
  4. Algo que o líder pode fazer para me apoiar melhor no meu trabalho é…
  5. Tópicos que ainda não estou a tratar
  6. O que mais está na lista de prioridades do líder?
  7. Próximas etapas

 

5. Reveja as práticas de comunicação da sua equipa.


"O maior problema da comunicação é a ilusão de que ela ocorreu". (George Bernard Shaw)
 


A mudança repentina para um trabalho remoto pode fazer com que colaboradores e gestores se sintam isolados e desconectados, ou a comunicação pode tornar-se muito dispersa e desorganizada. Evite isso definindo práticas de comunicação que incentivem a conexão (formal e informal).


Mantenha a consistência o máximo possível - a menos que as ferramentas que já usa não estejam à altura do desafio, continue a usá-las. Estes tempos já são caóticos o suficiente sem introduzir mais ferramentas desconhecidas na comunicação!

 

Algumas dicas para melhorar a comunicação dentro da sua equipa:

 

O trabalho remoto requer reuniões mais organizadas:

 

Aplicações recomendadas:

 

Esperamos que estas dicas o ajudem a levar a sua equipa a adaptar-se a estes tempos e a alcançar os seus objetivos!

 

Inês Andrade | Marketing Manager

 

Fontes: